63 98114-5757
11/08/2020

O MERCADO DE TRABALHO EM TEMPOS DE PANDEMIA

Novos mercados surgem mais fortes e adaptados à nova realidade imposta pelo covid-19.

s

O trabalho surge exatamente com o aparecimento do homem no planeta terra, e as necessidades fisiológicas foram as grandes molas propulsoras. A necessidade de criar processos e ferramentas de trabalho que facilitassem e aumentassem a produtividade, diminuindo os desperdícios de energia, estimularam as grandes descobertas da humanidade.

 

Como a utilização de ferramentas feitas de pedras, a descoberta do fogo, as primeiras ferramentas de metais, a manufatura, maquinofatura etc. Estes comportamentos ainda aceleram de maneira exponencial a evolução dos meios de produção ainda hoje.

Nesse artigo quero abordar justamente o tema do grande processo de mudança no modo de produzir resultados organizacionais ou que eu chamo de pandemia de mudanças no mercado de trabalho mundial no ano de 2020.

Para evidenciar a lógica do raciocínio farei uso das teorias de dois cientistas contemporâneos Alvin Toffler e Sérgio Roberto Villareal, um complementa a evolução do pensamento do outro formando “As cinco grandes ondas de transformação nos processos de produção de resultados”. Estas grandes ondas tiveram início desde os primórdios da humanidade e vão continuar provocando mudanças pela eternidade.

O economista americano Alvin Toffler, um dos mais renomados “futurólogos” do planeta se tornou conhecido do grande público por sua obra A Terceira Vaga (no Brasil editado como a “Terceira Onda”, do inglês The Third Wave) de 1980, na qual descreve a evolução da sociedade humana, desde o tempo do predomínio das atividades agrícolas, passando pela fase industrial, até a era pós industrial, a era da informação.

Sérgio Roberto Villareal Engenheiro e professor em seu trabalho no TEDxRiodosul Realidade Atual: Quarta e quinta onda, apresenta a ondas de transformações inevitáveis pela quais nossas sociedades contemporâneas estão passando.

A Internet das pessoas é a 4ª grande onda de mudanças no modo de produzir resultados em todos os cenários e é desprezada pela maioria dos seres humanos, apesar do uso que fazem desta tecnologia. A 5ª grande onda emergente é a internet das coisas que vem mudando a maneira em que os aparelhos tecnológicos comunicam entre si.
Ondas de transformações nos processos de produção de resultados:

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou quarta-feira (11/04/2020) a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2). Este dia ficará marcado como o início da pandemia de transformações rápidas nas estruturas e culturas organizacionais, que mudou a maneira de produzir, vender e consumir produtos e serviços no mundo inteiro.

As organizações com baixo grau de flexibilidade ou adaptabilidade as mudanças nos mercados impostas pelos governos por meio de quarentenas, isolamentos e fechamentos totais das cidades, pouco fundamentados na ciência, causarão a morte de muitos CNPJ’s.

Muitas empresas zumbis (mortas que esqueceram de cair), com pouca musculatura, resistente as grandes ondas de transformações que o mundo do trabalho vem experimentando de maneira constante e intensa, não resistirão a Pandemia Covid-19 e desaparecerão, junto com seus processos de trabalho.

As novas tecnologias direcionam os novos modelos organizacionais e redefinem os processos de produção, o que afeta diretamente a organização que não evolui proporcionalmente, causando na grande maioria das vezes a falência da mesma.

Novos mercados surgem mais fortes e adaptados à nova realidade imposta pelo covid-19, impulsionando organizações a entrarem de vez na quarta e quinta grandes ondas de transformações.

O mercado de trabalho acaba de ficar mais complexo para maioria das pessoas que dispensavam sequer a informática básica de seus currículos, e agora tem que trabalhar em lojas virtuais. Aqueles que esperavam clientes em seus estabelecimentos, agora tem que trabalhar com aplicativos Delivery e ou agendar visita Home Care.

O mundo está mudando em uma velocidade vertiginosa, e a palavra sinônimo de sobrevivência no mercado de trabalho em tempos de pandemia é a adaptabilidade. Quanto mais adaptável o indivíduo as novas realidades do mercado, maior será o seu cociente de empregabilidade.
Assim como as organizações, também o ser humano se não estiver em um processo contínuo de aprendizagem, tornam-se obsoletos para o mercado e a vida.

A excelência ou a competência não é um comportamento fixo, já não somos excelentes ou competentes, apenas estamos.
Portanto se os conhecimentos de hoje não evoluírem com um novo processo, uma tecnologia ou uma pandemia, tornar-se-ão obsoletos para o amanhã vindouro. Exemplo: Olivete Fábrica de Máquinas de Datilografia e datilógrafo.

A’Eronssaytt Gomes Lima de Oliveira
Administrador,Professional Coaching e Orientador Profissional
 
FACEBOOK               
 
 
 

Leia mais

21 de Agosto de 2020
11 de Agosto de 2020

formas de pagamento


©2015/2017 - TDCH - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS